O BAÚ DO TESOURO

 

§ 1.    Em última análise, nós não temos acesso ao mundo “externo”. Só podemos acessar a nossa própria mente, que processa os dados recebidos pelo cérebro através dos sentidos físicos, que, assim, revelam-se um atributo ou extensão mental. Portanto, nós conhecemos apenas o mundo interno, que é subjetivo, único e inalienável. A realidade “externa” é uma ilusão dentro da mente.

 

§ 2.    Só existe uma e apenas uma certeza que é óbvia, irrevogável e absoluta: a nossa própria existência. Eu existo é a única convicção verdadeira, objetiva e certa. Tudo o que sobra vem depois e é subjetivo, refutável, incerto.

 

§ 3.    Gelo é apenas água endurecida. Usamos o termo “gelo” de forma convencional, mas há somente água. Assim também, o que chamamos de matéria não é mais do que energia solidificada.